5 dicas para lidar com o medo de empreender

Publicado em: 14/06/2019
Categoria: Geral
Tags:

Convivendo muito com pessoas que estão passando por esse processo de se reinventar, eu trago aqui os medos mais comuns e algumas dicas para lidar com eles!

1 – Resistência em aceitar a Era do Empreendedorismo

A crise econômica e a substituição de trabalhadores por tecnologia em grandes empresas têm levado uma legião de brasileiros a empreenderem por necessidade. O que tem segurado as contas no país, segundo o Sebrae, são os pequenos empreendedores. A Era agora é a da invenção do próprio emprego. Ao invés da escassez, foque na abundância de oportunidades que podem surgir neste cenário.

2– Falta de autoconhecimento

Parece simples, mas não é. Nem todo mundo sabe quais são as suas verdadeiras habilidades e como é desenhada sua própria personalidade. Entender como isso funciona ajuda a traçar estratégias de atuação em relação a seus pontos fortes e a se preparar, mais adiante, para parcerias que ajudem a complementar pontos deficitários.

3 – Medo de arriscar

Quantas pessoas você conhece que sonham em viver sem patrão, mas que têm medo de ficar sem emprego?  Centralize essa energia em suas habilidades e não em um posto de trabalho formal, que pode, inclusive, demiti-lo a qualquer momento. Procure entender o que gera essa incerteza e o que você pode fazer para minimizar isso. Um planejamento prévio ajudar a dar mais de segurança na hora de tirar da gaveta o sonho do negócio próprio.

4 – Medo de fracassar

Falhar é algo que pode acontecer. No entanto, muitas vezes as pessoas se apegam a esse medo e deixam de se abrir para viver novas e transformadoras experiências. Se nada der certo, você sempre pode voltar para o mercado formal.

5 – Dificuldade em se concentrar no propósito

Conhecimento, competência, planejamento e paixão pelo que se faz são pontos importantes para o empreendedor, mas há um combustível essencial para que o negócio tenha vida longa. É o propósito por trás da sua proposta.  Viktor Frankl, principal referência em pesquisas sobre propósito, já dizia quequem sabe o porquê do que faz suporta qualquer como. E nesse caso, o propósito de criar seu próprio trabalho, ter mais tempos livre e qualidade de vida deve ser o apoio para todas as dificuldades do dia a dia empreendedor.

Conheça o curso que vai te que traz o passo a passo para criar seu próprio trabalho, com encontros semanais e uma comunidade de pessoas se apoiando para vencer os medos e inseguranças. Mais do que um curso, todo o apoio que você precisa para entrar no mercado de assistência virtual!

https://curso.comoserassistentevirtual.com.br/

Publicações Relacionadas

2020: a década que preconiza a Assistência Virtual

2020: a década que preconiza a Assistência Virtual

Estamos entrando na era da ‘flexibilidade permanente’ : quando os trabalhos flexíveis incorporam um estilo de vida fluido e digital. Os primeiros indícios do que hoje conhecemos como trabalho remoto, surgiu no ano de 1857 quando J. Edgar Thompson, da empresa Penn...

ler mais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *