Home 9 Como começar 9 As 4 principais dificuldades do início da carreira como assistente virtual e como superá-las

As 4 principais dificuldades do início da carreira como assistente virtual e como superá-las

Publicado em: 22/10/2020
Categoria: Como começar
Tags:
4 principais dificuldades de começar como assistente virtual

Uma rede de apoio pode ser essencial para encontrar as soluções no começo dessa nova jornada

O começo como assistente virtual pode ser bastante desafiador. Apesar de ser, para muitos, o começo do sonho de trabalhar de casa, ter autonomia, liberdade de horários, não precisar pegar trânsito todos os dias e trabalhar com o que se gosta; para dar tudo certo é preciso mudar alguns hábitos e a mentalidade, afinal, todas as etapas do trabalho agora só dependem de você. 

Como conseguir clientes, como se organizar para o trabalho, que ferramentas usar, quais serviços oferecer, como conversar com o cliente, como se organizar financeiramente, como formalizar o seu negócio são só algumas das dúvidas que povoam a mente de quem está começando como secretária remota. 

Ao longo dos anos orientando as pessoas nessa jornada, percebemos alguns padrões que se repetem, como o de receios logo no início da carreira como assistente virtual e o caminho para deixá-los de lado. Por isso, fizemos uma lista das principais dificuldades e como superá-las, veja:

1- Sair do espírito de CLT

Empreender exige habilidades diferentes do que trabalhar dentro de uma empresa e não somos ensinados a como lidar com esses desafios, afinal, desde cedo temos alguém exercendo o papel de responsável por nossos atos para recorrer em casos de dúvidas ou problemas. Deixar a CLT significa não ter a rede de apoio da empresa para fazer a parte burocrática do negócio, tomar as decisões sozinho, fazer do comercial à contabilidade e se organizar de forma efetiva.

Solução: para superar isso é crucial desenvolver a autorresponsabilidade, ou seja, entender que a organização, desenvolvimento e resultados do seu trabalho só dependem de você, então você precisa ter disciplina para, sem ninguém cobrar, ter esses pontos bem resolvidos. Com o tempo, criar uma rede de apoio com pessoas que têm atuações parecidas é importante também, assim é possível trocar experiências e ter a quem recorrer em casos de dúvidas.   

2-  Superar a timidez

Mesmo os que não se dizem tímidos têm uma trava na hora de oferecer um serviço que está começando para alguém. A insegurança nessa situação é natural e faz com que você pense que não vai conseguir desenvolver seu discurso, conversar com as pessoas certas ou fazer o que se propôs.

Solução: criar a segurança é a chave para superar a timidez e isso é feito criando um discurso próprio. E como se cria um discurso? Falando. Conte para as pessoas sobre seu novo trabalho, desde o padeiro até seus familiares, assim eles vão questionar o que é assistente virtual, o que faz na prática, como que trabalha, entre outros. Aos poucos, de tanto explicar, você constrói um discurso e se torna natural falar sobre o assunto, sem timidez. 

3- Organização no trabalho em casa

Existem muitas distrações dentro do seu próprio lar e, para muitos, pode ser difícil criar o foco necessário para se concentrar e executar uma tarefa, além disso, sem o apoio de ferramentas e processos do escritórios, criar uma rotina de trabalho em casa pode ser um grande desafio. 

Solução: pelo menos no começo, quando as tarefas ainda são em menor volume, é importante criar a rotina de escrever tudo a ser realizado em uma agenda – física ou virtual. Assim, você cria o senso de responsabilidade de o que precisa ser feito dentro do dia e quanto tempo demora para fazer isso, podendo prever qual será seu expediente e se organizar a partir disso. Ferramentas como Trello, Google Agenda e softwares de organização são ideais para isso, uma vez que dão a visão completa da continuidade de uma tarefa (precisa ser feito, está sendo realizado e foi entregue) e ajudam a ter um histórico de suas atividades.

4- Conseguir clientes

Esse é o principal receio de quem começa a atuar como assistente virtual: será que vou conseguir clientes? O como fazer isso também entra na lista dos desafios que mais preocupam quem inicia essa carreira. Afinal, ninguém é treinado a vender suas habilidades como serviços, encontrar quem precise desse tipo de trabalho, negociar preço, entre outros processos envolvidos nessa etapa. 

Solução: sempre falamos por aqui que os três primeiros clientes são os principais. Depois de ter experiência com eles, é possível ter mais segurança nas atividades, no discurso de vendas e ainda ter um portfólio para apresentar em futuras negociações. Para conseguir os três primeiros clientes, às vezes é preciso fazer concessões, como oferecer o serviço de graça, como um trial, uma amostra. Assim, você aprende a como operacionalizar o novo trabalho e se organizar já na prática e, com o serviço bem prestado, pode ganhar boas recomendações.

……

DESTRAVE SUA CARREIRA E COMECE UMA NOVA HISTÓRIA

Transforme a sua mentalidade, adquira habilidades emocionais e técnicas para criar seu próprio trabalho através da carreira de Assistente Virtual. Não fique refém do desemprego ou da CLT. Realize o sonho de trabalhar em casa.

Saiba como acessando aqui https://curso.comoserassistentevirtual.com.br/

Este conteúdo foi útil para você? Compartilhe para que outras pessoas conheçam mais sobre Assistência Virtual!

Publicações Relacionadas

2 Comentários

  1. Eva da Silva Santos

    Como é difícil ser assistente virtual sem ter o conhecimento de informática, pelo menos o básico. Estou nessa peleja, é complicado fazer tudo sem nenhum apoio. Preciso de ajuda.

    Responder
    • Camile Just

      Olá, Eva!
      Não se preocupe tanto com o “conhecimento de informática”, veja bem: você já está aqui estudando, certamente clicou em algum link ou fez uma pesquisa no Google para chegar até nossa página, não é mesmo?!
      Para a maioria das coisas que precisa fazer, você poderá usar este poderoso recurso – de fazer pesquisas no Google – para APRENDER o que precisa fazer! Acredite: muitas coisas são bem mais simples do que imaginamos, o mais importante é estar aberta a APRENDER um pouquinho todos os dias. 🙂 Aliás, a maior parte das habilidades que precisamos ter para crescer nessa carreira não são habilidades técnicas (como a informática), são habilidades comportamentais (ou “soft skills”). Aqui no blog tem um outro texto sobre isso também: https://www.comoserassistentevirtual.com.br/habilidades-para-trabalho-remoto-como-assistente-virtual/

      Se quiser saber mais, tem mais de 100 vídeos sobre a profissão em meu canal do Youtube: https://www.youtube.com/c/camilejust/videos
      E para te dar uma força nesse início, é sempre muito legal contar com uma rede de apoio, como o nosso Clube Sou AV: https://www.clubesouav.com.br/
      Vamos juntas! Feliz 2021!

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. A importância da rede de apoio profissional no trabalho remoto - Como Ser Assistente Virtual - […] As 4 principais dificuldades do início da carreira como assistente virtual e como superá-las Como …. […]
  2. Comunicação não violenta nos negócios - Como Ser Assistente Virtual - […] boa comunicação é peça-chave para o sucesso de qualquer profissional. Quem atua como assistente virtual tem nessa ferramenta sua…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.